sábado, junho 22, 2024

Criando uma alternativa de opinião para os acontecimentos atuais sob um ponto de vista cristão atemporal

Reflexões

Sede meus imitadores

” Sede meus imitadores , como eu sou de Cristo” – 1Co. -cap. 11 – vers. 1

Quanta coragem. Quanta confiança. Quanta fé. Quanta intimidade. Quanta ousadia. Quanto discernimento espiritual e intelectual.

Somente com todos estes atributos alguém poderia proferir tal afirmação. O apostolo Paulo se torna referência para as gerações exatamente por estes motivos. Segurança absoluta a respeito da motivação que o movia. Descarte total das supérfluas e vãs vontades e desejos individuais. Ter como certeza que o chamado de Deus para a Obra , não é para edificação pessoal , longe disto. O chamado de Deus exige plena e total abnegação para o bem comum , para servir e não ser servido. O chamado da Deus para a Obra detona o desejo absoluto de amar o próximo , de compreender o próximo , de aceitar o próximo , de acolher o próximo. O chamado de Deus para a Obra transforma a sua vida em responsabilidade premente em corresponder com o chamado recebido. O chamado de Deus para a Obra cria um vínculo indissolúvel com Jesus Cristo.

Vivemos tempos em que tais afirmações bíblicas , passam a quilômetros de distância das premissas básicas em que foram escritas. Nossas lideranças infelizmente estão mais focadas em distorcer a Palavra em proveito próprio , sob o pretexto de proteção a Igreja. Esquecendo que estamos vivendo os tempos descritos na própria Palavra. Desta forma não possuem autoridade , coragem , intimidade e muito menos ousadia para dizer: “Sejam meus imitadores”. O máximo que podem dizer é: “Somos todos pecadores”.

A comodidade e acomodação perseguida pelo mundo , tornou-se o principal alvo da Igreja atual. Não estou pregando contra buscarmos o bem estar e felicidade de nossas famílias. Estou lembrando que como cristãos ( pequenos Cristo na raiz da palavra ) fazemos parte dos escolhidos e amados do Senhor , para vivermos dentro dos preceitos das verdades de Jesus Cristo. Poderia aqui listar dezenas de versículos em que Jesus na sua curta passagem junto aos homens ensinou e testemunhou. Viveu uma vida totalmente dedicada aos: Carentes , abandonados , enfermos , pecadores , perseguidos , excluídos , pobres de alma e espírito. E em toda sua jornada , poucas foram as vezes em que Ele teve a sua disposição uma cama limpa e confortável , um teto e uma casa como abrigo , uma montaria para se deslocar , uma mesa farta e requintada para se deliciar.

Em virtude destes fatos é que Paulo possuía autoridade total de poder afirmar o que afirmou: “Sede meus imitadores” . Pois ao se converter o fez de forma profunda e definitiva , abandonando toda a sua vida e conhecimentos anteriores ( a reputava como esterco ). Desta forma passou a viver totalmente a Obra , ao chamado de Deus para a sua vida , enfrentando todas as dificuldades ao defender o nome de Jesus Cristo. Como ele mesmo dizia a sua morte seria ganho , pois poderia enfim ter o privilégio de estar com Cristo.

O ponto chave desta conversão se encontra em Atos cap. 9 , vers. 17 e 18. Paulo após seu encontro com Jesus no caminho para Damasco perde totalmente sua visão. É levado a casa de um discípulo chamado Ananias e lá após orar conforme o Senhor tinha ordenado :17 – “Então, Ananias foi e, entrando na casa, impôs sobre ele as mãos, declarando: “Irmão Saulo, o Senhor Jesus que lhe apareceu no caminho por onde vinhas, enviou-me a ti para que tornes a ver e fiques pleno do Espírito Santo!18 – “Imediatamente lhe caíram dos olhos algo parecido com umas escamas, e ele passou a ver de novo. Em seguida, levantando-se, foi batizado. Seus olhos foram libertos , como se escamas tivessem caído e todo seu corpo ficou pleno do Espirito Santo.

Olhos limpos e abertos para a Verdade e todo o corpo pleno do Espirito Santo. O caminho para uma profunda e definitiva conversão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *